CENTRAL DE NOTICIAS

CENTRAL DE NOTICIAS
NOTICIAS DE SUA REGIÃO

Reunião Sem acordo, e oposição ao Governo de Luís Filho pede a realização imediata do Concurso para professores




Na noite desta terça-feira(20) aconteceu uma reunião na prefeitura de Coroatá, para discutir a realização do concurso público para professores da rede municipal de ensino.

O prefeito Luís Filho chamou para uma conversa, os representantes do Sindicato dos Professores das Escolas Públicas do Município(SIPROEM) e Ministério Público(MP). A reunião contou também com a presença do Líder Político, Luís da Amovelar.

Na conversa não houve acordo entre as partes. O SIPROEM e o partido MDB moveram uma ação na justiça contra a prefeitura de Coroatá, onde cobra do município a realização imediata do concurso público para os professores  municipais. Na reunião, as partes contrária ao governo municipal deixaram claro que não aceitam acordo com Luís filho, e pedi à realização imediata do certame em Coroatá.

Em entrevista, o ex-prefeito e líder político Luís da Amovelar disse, que tudo isso não passa de uma perseguição de Ricardo Murad tentando atrapalhar o governo. "O que eles querem mesmo é tumultuar à gestão de Luís Filho, criando nesse momento, em que todos os colégios estão funcionando ao contento, em que os professores já estão em salas de aulas, eles querem que o município realizem um seletivo", disse Movelar pai, e ainda acrescentou, "Meus amigos como ficaria a cabeça desse professor que esta trabalhando para manter sua família, pra manter seus compromissos, ao imagina que poderia não ser aprovado nesse seletivo, esse professor não teria condições de dá aulas de qualidade", disse Luís da Amovelar.
(Prefeito Luís Filho/Foto SECOM)
O prefeito Luís Filho, disse que nesse momento não tem como a prefeitura realizar o concurso, porque precisa prepara o pessoal(professores), e que se o certame acontecer, o deseja é que os coroatenses sejam contemplados. Assim como o pai, Luís Filho disse que tudo isso não passa de uma grande pesquisarão da oposição tentando atrapalha o governo. E que todo esse plano é articulado por Ricardo Murad e seus vereadores da oposição.

O vereador Reginaldo  que faz parte do SIMPROEM não quis falar com a imprensa no final da reunião. O ex-procurador do município Dr. Elias que também participou da reunião e que defende à realização do concurso, também não quis grava entrevista para falar sobre o assunto.

A justiça acionou a prefeitura e deu um prazo de 120 dias para realiza o concurso. Luís Filho já  recorreu da decisão.
Google Plus

Sobre PORTAL ANTONIO SILVA NO AR

Sou Antonio Silva apresento o Jornal Coroatá na TV e também apresento o Jornal da Manhã na Radio Educativa FM de Coroatá. e Hoje assino esta pagina na rede, sempre para deixa você bem informado.

0 comentários :

Postar um comentário

ANTONIOSILVANOAR

ANTONIOSILVANOAR
ASSISTA NOSSOS VIDEIOS

RADIO EDUCATIVA

RADIO EDUCATIVA
A MELHOR DE COROATÁ

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
ANUNCIE AQUI